blogue

Outros tipos de picante.

25 Jan 2016

Os artigos anteriores têm sido sobre os pimentos. Mas há outras famílias de alimentos picantes.

Vejamos o que o site blog.rtve.es tem para nos dizer:

 

“Há uma grande variedade de tipos de picante: não é o mesmo num pimento picante, numa cebola ou no wasabi. Os pimentos são os alimentos mais comuns no que se refere ao picante. Neste caso, todos contêm um componente chamado capsaicina.

 

Outra das famílias de alimentos picantes incluem raízes como o wasabi, o rabanete e o nabo. Estes alimentos contêm isotiocianato de alilo. Este componente também está presente na mostarda e atua como defesa da planta contra animais herbívoros.

Neste caso, o picante é mais volátil: sente-se primeiro no nariz e faz-nos lacrimejar. Tem um efeito mais lento, mas mais duradouro. Estes alimentos têm mais picante se os consumirmos crus, mas se os cozinharmos perdem força.

 

Há uma outra raiz com picante, o gengibre, mas esta contém gingerol. Embora o gingerol seja semelhante à capsaicina, não é o único tipo de componente que faz com que o gengibre pique. Quando se seca o gengibre, as moléculas de gingerol perdem um pequeno grupo de átomos e tornam-se shogaol, que são quase duas vezes mais picantes. Por isso o gengibre seco é mais picante do que fresco.

 

A pimenta, por sua vez, contém piperina. Tem um sabor mais picante-amargo. Influencia o aumento da secreção dos sucos digestivos (gástrica, pâncreas e intestino) e melhora a digestão dos alimentos. Por isso é frequentemente usado para temperar.

 

Outro alimento que poderia ser classificado como picante é o alho. Este liberta alicina, um composto de enxofre que também tem muitas qualidades curativas.

 

As cebolas são da mesma família dos alhos. É um dos vegetais mais antigos no consumo humano (as primeiras culturas remontam há mais de 5000 anos) e é atualmente um ingrediente muito comum na cultura gastronómica mediterrânica. A cebola comum tem um sabor mais picante-ácido. Ambos atacam mais o nariz, e ao quebrar, as suas células liberam compostos que reagem e são irritantes para os olhos."

 

Uma das vantagens de utilizar cebola desidratada é que elimina o efeito irritante para o nariz e para os olhos: pode degustá-la ou utilizá-la nos seus cozinhados sem chorar!

 

* Traduzido de um artigo de blog.rtve.es

 

Please reload