blogue

A importância das leguminosas


#IYP2016

As leguminosas de grão seco a que se refere o Ano Internacional das Leguminosas * são importantes por várias razões:

- contêm 20% a 25% do seu peso em proteína, pelo que são uma importante fonte de nutrientes tanto na alimentação humana como animal;

- o seu alto teor de proteína e aminoácidos ajudam a melhorar a saúde e nutrição humana, fazendo parte de uma dieta saudável contra a obesidade e outras doenças crónicas como a diabetes e o cancro;

- o seu cultivo é crucial para as comunidades mais vulneráveis em países em vias de desenvolvimento e em comunidades com elevada percentagem de pequenos agricultores;

- incluí-las em sistemas de rotação de plantas na agricultura e/ou cultivá-las como plantas de cobertura melhoram a fertilidade do solo e reduzem a dependência de fertilizantes químicos, contribuindo assim para um sistema de produção mais sustentável;

- permitem uma redução na utilização da água, quando comparadas com outras fontes de proteína (a produção de 1 kg deste tipo de grão consome entre 50 a 250 vezes menos água que 1 kg de carne).

* As leguminosas consideradas no Ano Internacional de Leguminosas são plantas anuais com um rendimento de 1 a 12 grãos ou sementes de tamanho variável, forma e cor dentro de uma vagem. O termo "pulses" é limitado a culturas com colheitas exclusivamente para grãos secos, excluindo assim as de grão verde para alimentos (por exemplo, ervilhas frescas e feijão verde), culturas usadas principalmente para extração de óleo (por exemplo, soja e amendoim) e leguminosas utilizadas ​​exclusivamente para a efeitos de sementeira (por exemplo, sementes de trevo e alfafa).

#IYP2016